EM DESTAQUE

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Biografia Felipe Rocha


Felipe Rocha nasceu em Petrópolis, cidade da região serrana do Rio de Janeiro. Convertido ao Senhor aos 12 anos, começou a obra aos 15, como líder dos jovens.
"Conheci Jesus aos 12 anos, em outra igreja, e até me batizei. Quando já tinha 14 anos, comecei a frequentar com a minha mãe a Igreja Internacional da Graça de Deus em Petrópolis (RJ), onde aprendi a usar a minha fé".

Nesse tempo, começou a sentir de Deus um chamado para o louvor, mas os planos mudaram um pouco com a sua ida para Taubaté (SP). Após dois anos na cidade, foi pastorear uma igreja em Santa Rita de Sapucaí, sul de Minas Gerais. Logo depois foi para São José dos Campos (SP), onde começou a ministrar o louvor, voltando àquele antigo chamado para o qual Deus já o preparara.

Seu antigo pastor, chamado Caetano, que liderava a igreja nessa região, passou a realizar reuniões na sede de São Paulo e levava Felipe para abrir os cultos que fazia. Numa dessas 'aparições', foi visto pelo Missionário R. R. Soares, que logo o convidou a fazer parte do grupo de louvor da igreja.

Em 2006, Felipe gravou a canção O fujão para a coletânea Minhas Canções na Voz dos Melhores, e caiu no agrado do público, que logo começou a pedir por um CD solo do cantor.

Este sonho tornou-se realidade com a gravação de seu primeiro disco, Há uma saída. O repertório, ao contrário do que muitos esperam, não será no estilo 'samba', como sua música de estréia. As 12 canções do CD seguem o estilo louvor e adoração, bem congregacional.
DISCOGRAFIA


Contato para AgendaTel.: (11) 3331-5285
fonte: Graça Music
Revista Turminha da Graça - Ano 4 - Nº31


1 comentários:

Antonio Batalha disse...

Como a algum tempo que não fazia uma visita, hoje resolvi ver o que está a escrever.É o anseio da minha alma que Jesus seja consigo, e encaminhe seus passos pela vereda da justiça. E que Ele cresça na sua vida de maneira que seja visto pelas pessoas que rodeiam sua vida, que o amor de Jesus fortaleça sua vida, e seja como um rio transbordante. Também resolvi dizer-lhe que embora não te conheça mas em Cristo te amo, e continue a ser luz. Um abraço.

Postar um comentário

CADASTRE SEU E-MAIL E RECEBA NOSSAS ATUALIZAÇÕES

PESQUISE


WebNeste site